É a sua primeira vez na capital maranhense? Veja os principais atrativos para não perder o melhor de São Luís, com dicas de passeios culturais, praias, lazer e comida.

Explorar o Centro Histórico de São Luís

Admirar as construções do Centro Histórico de São Luís deve ser um dos primeiros afazeres na cidade. Lá estão reunidos mais de 3 mil casarões e sobrados coloniais que conduzem os visitantes em uma rica viagem pelo século 18, quando os portugueses tomaram a cidade dos franceses. Aliás, foram os antigos colonizadores franceses que deram nome a capital, em homenagem ao então rei Luís IX.

Para além dos casarões, ruas de pedra, becos, ladeiras, praças e museus (a maior parte deles dedicados à cultura maranhense) tornam o lugar ainda mais atraente e imperdível. Para circular por ali e encontrar tudo aberto, vá entre terça e sábado. No domingo acontece uma feirinha perto do Catedral.

Leia mais: Os 14 patrimônios culturais da Humanidade que ficam no Brasil

Curtir as praias de São Luís

São Luís conta com aproximadamente 32 Km de praias. Mas, infelizmente, elas não são os principais atrativos da cidade: na maior parte do ano, costumam estar impróprias para banhos. No entanto, mesmo sem o apelo para entrar no mar, são consideradas boas opções para aqueles que curtem caminhadas pé na areia e quiosques à beira–mar, para beber, almoçar ou jantar sentindo a brisa do mar.

Ponta d’Areia é uma das mais agitadas e suas barracas costumam ficar cheias – principalmente durante o happy hour. Calhau é charmosa, urbanizada, cheia de quiosques com música ao vivo, bares e restaurantes. Além disso, por aqui, você encontrará uma boa oferta de hotéis situados a poucos metros da areia.

Na sequencia, a praia de Olho d’Água oferece um visual rústico, formado por dunas, morros e falésias, apesar de estar contar com vários quiosques cheios de turistas. Por fim, a Praia de São Marcos pode ser considerada como a mais “jovem”da lista, frequentada principalmente por surfistas. Chama a atenção sobretudo as ruínas do Forte de São Marcos e as dunas cobertas por vegetação rala. Durante a noite os bares também trazem vida e animação à praia.

25992562807 4e36c5d9f0 k 1024x683 - 48h em São Luís: roteiro com os passeios mais clássicos
Fim de tarde na Praia de São Marcos. Foto: Douglas Junior/MTur

Visitar a Lagoa da Jansen

O Parque Estadual da Lagoa do Jansen pode ser considerado como um complexo de lazer em São Luís, pois reúne opções de entretenimento para se curtir tanto durante o dia quanto à noite. Entre as opções diurnas estão quadras poliesportivas, ciclovias e pistas para caminhada e corrida. À noite, restaurantes, bares, boates e pizzarias, cuja maioria tem vista para a lagoa, agitam o agradável ambiente.

26994358828 3fe84b503c k 1024x682 - 48h em São Luís: roteiro com os passeios mais clássicos
Vista aérea da Lagoa do Jansen. Foto: Douglas Junior/MTur

Conhecer o Palácio dos Leões

Antiga fortaleza erguida pelos franceses em 1612, o Palácio do Leões é uma das mais imponentes construções da cidade. Posicionado frente a um jardim com palmeiras e espelhos d’água, o local, que atualmente é a sede do governo maranhense, oferece visitações aos salões nobres que mantêm decoração original, com peças francesas dos séculos 18 e 19. O serviço guiado e gratuito está disponível ao público de terça a domingo.

Feira da Praia Grande (Tulhas)

Quem não dispensa voltar para casa com alguma lembrancinha da viagem deve visitar a Casa das Tulhas – em suma, o melhor local para se comprar artigos regionais em toda São Luís. Fica no Centro Histórico, em uma construção aberta do século 19 com dezenas de quiosques onde você poderá adquirir desde doces, licores e cachaças até temperos, peças de artesanato e vários outros produtos típicos.

Há uma seção que funciona como mercado, com peixaria, açougue, bancas de frutas, farinhas e especiarias.

Bate volta a Alcântara

mequetrefismos ok dicas de viagem maranhao alcantara - 48h em São Luís: roteiro com os passeios mais clássicos
Igreja Matriz de São Matias e Pelourinho. Foto: Mequetrefismos.

Situada a cerca de 1h20 (de barco) a partir do cais da Praia Grande, Alcântara já foi, entre os séculos 18 e 19, uma das cidades mais prósperas do Maranhão.

Vestígios desse passado podem ser vistos em suntuosos sobrados coloniais cobertos por azulejos portugueses e nas ruínas de antigas construções. A exemplo do mercado de escravos Palácio Negro, o prédio da prefeitura, onde funcionou uma cadeia pública no século 18 e na Matriz de São Matias, cartão-postal da cidadezinha.

Apesar da possibilidade de fazer um bate e volta rápido até Alcântara, não é a melhor escolha. Isto porque com o sol da tarde, a cidade fica praticamente vazia, o calor é intenso e as fotos ficam embranquecidas.

Como chegar a Alcântara ?

A melhor maneira de chegar à cidade é pelo mar – vindo de São Luís, a viagem dura pouco mais de uma hora e custa R$ 15 por trecho. Nesse blog post do Viaje na Viagem você encontra informações mais detalhadas sobre o transporte até lá.

Degustar pratos típicos

A saborosa gastronomia maranhense reúne influências indígena, portuguesa e africana, sendo recheada de pratos preparados a base de frutos do mar, como camarão e peixe.

Não por acaso, entre tantas deliciosas opções regionais, uma se destaca: o arroz de cuxá, prato tradicional feito com vinagreira e temperado com minúsculos camarõezinhos. A iguaria é servida não só nos restaurantes mais simples como também nos mais sofisticados. Destaque também para o famoso açaí com farinha.

Os estabelecimentos mais concorridos se concentram na parte nova da cidade, principalmente ao longo da Avenida Litorânea, no bairro de Calhau. E, como não poderia deixa de ser, pelo Centro Histórico, onde você encontra boas opções de restaurantes em meio aos sobrados, como por exemplo, o restaurante do Senac.

Bate volta aos Lençóis Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é inegavelmente o principal atrativo para se aproveitar no Maranhão. As lagoas de água doce entre as dunas formam um cenário único em todo o mundo e é impossível não se emocionar ao chegar no topo da paisagem e ver sua imensidão.

Pena que toda essa maravilha só está acessível depois de longas oito horas na estrada (de São Luís até Barreirinhas).Por conseguinte, dispense o bate volta e só vá quando puder ficar ao menos duas noites por lá.

v009 - 48h em São Luís: roteiro com os passeios mais clássicos
Vista Aérea do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Foto: Voar fotografia aérea e turismo

Leia mais: Guia de viagem para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.