Quais são as tendências para o turismo? A pandemia transformou profundamente o comportamento das pessoas em diversos aspectos, inclusive a forma de viajar. E, olhando para o futuro do turismo, essas mudanças deverão continuar a ser percebidas.

Aspectos como maior atenção com segurança e limpeza, para evitar contrair o Coronavírus, ganharam maior relevância na decisão dos viajantes. Ao mesmo tempo em que locais como casas de campo ou de praia, em cidades menores e longe das multidões, passaram a ser preferência entre os hóspedes.

Custo–benefício, transparência e flexibilidade nas reservas, além de jeitos mais sustentáveis de viajar, também fazem parte do rol de perspectivas para o turismo em 2021.

A importância da tecnologia só vai aumentar. E conforme ela se mostra mais útil aos viajantes, passa a se integrar cada vez mais às experiências pessoais de cada indivíduo. No que se refere às viagens de negócios, a adoção do trabalho remoto por um contigente cada vez maior de pessoas, deve impulsionar a tendência de misturar viagens de trabalho e de lazer, além da consagração das extended stays (estadias prolongadas).

Essas e outras perspectivas para o turismo em 2021 têm como base um estudo realizado pela Booking com mais de 20.000 viajantes, em 28 países. A seguir, você confere cada uma dessas tendências e como e elas estão moldando o futuro o turismo.

Tendências de viagens em 2021 — o que nos aguarda no universo das viagens neste ano e além

1. Segurança e limpeza em 1º lugar

hand disinfection 4954840 1280 1024x682 - Futuro do turismo: oito tendências que prometem movimentar o mercado
Em 2021, espera-se que a segurança continue sendo um dos principais fatores de decisão para os turistas.

A higienização dos ambientes continua um fator chave na decisão dos viajantes. Se em 2020 isso já era considerado na escolha de uma acomodação ou atividade turística, agora 91% dos viajantes brasileiros dizem que tomarão mais preocupações para evitar a contaminação pela Covid–19. Ao mesmo tempo, 59% dos viajantes vão evitar certos destinos se for para fugir das aglomerações. E 70% também esperam que as atrações turísticas se adaptem às regras de distanciamento social.

Nesse ínterim, os destinos prediletos mudaram e as preferências de transporte também trocaram de marcha. Quase metade dos viajantes (46%) também vai preferir evitar o transporte coletivo para não ter que viajar com muitas pessoas. Reforçando outra tendência: a das viagens de carro, seja próprio ou alugado.

Sendo assim, além de aumentar os cuidados com a limpeza, os fornecedores de serviços turísticos (hotéis, restaurantes, atrativos, receptivos etc) precisam mostrar o que estão fazendo para manter os hóspedes seguros. “Quando se trata do ‘novo normal’, os viajantes estão bem dispostos a se adaptarem a medidas de saúde e segurança adotadas para combater o Coronavírus.

Dois terços (67%) dos viajantes não se importam em visitar destinos que realizem verificações de saúde no momento da chegada. E 62% vão aceitar usar máscara em espaços públicos caso seja necessário”.

2. O futuro do turismo é digital

103148724 1024x768 - Futuro do turismo: oito tendências que prometem movimentar o mercado
O futuro do turismo passa pela adoção cada vez mais rápida de soluções tecnológicas cada vez mais essenciais aos viajantes. Foto: Booking.com

Os viajantes estão usando a tecnologia para recuperar sua confiança e viajar em segurança. “Dessa forma, é preciso estar presente nas plataformas certas, no timing certo. Essa é a nova estratégia digital das marcas de turismo” (Marta Poggi – Agente no Turismo).

Mais da metade (64%) das pessoas já concordam que a tecnologia vai ser um fator crucial para o controle de riscos à saúde na hora de viajar.

Quando se trata de acomodações, 63% dos viajantes acreditam que as propriedades precisarão usar tecnologias de ponta para que eles se sintam seguros.

Além disso, a tecnologia oferece oportunidades infinitas para os viajantes na hora de buscar o que estão procurando de forma eficiente. É por isso que mais da metade (55%) das pessoas também estão animadas com o potencial da tecnologia para personalizar suas experiências de viagem em futuro próximo. Em suma, isso significa que a importância da tecnologia só vai aumentar. E, conforme ela se mostrar mais útil aos viajantes, também vai se integrar cada vez mais às suas experiências pessoais.

Saiba mais sobre o futuro do turismo digital: conheça cinco tecnologias de ponta que estão mudando a forma de viajar

3. Estadias mais longas

apartment 1899964 1280 1024x682 - Futuro do turismo: oito tendências que prometem movimentar o mercado
Perspectivas para o turismo em 2021: extended stays

Além da consagração das extended stays (estadias prolongadas), o home office e o ensino à distância viraram parte da rotina de muita gente. E agora que as pessoas podem ter a liberdade de trabalhar de onde quiserem, 2021 pode trazer um aumento significativo nas viagens que combinam trabalho e lazer.

Segundo a pesquisa, 43% dos brasileiros consideram reservar um lugar onde também possam trabalhar. 58% vão estender suas viagens de trabalho para aproveitar a folga.

Esses viajantes buscam principalmente uma acomodação que tenha instalações adequadas, incluindo Wi–Fi rápido, espaço confortável para trabalhar e de preferência, com uma vista espetacular.

4. Viagens mais sustentáveis farão parte do futuro do turismo

Desde antes da pandemia de Covid–19, os viajantes globais já vinham adquirindo maior consciência sobre os impactos que causavam à natureza durante suas viagens. Agora, esse efeito positivo de conscientização é visto cada vez mais como uma das principais tendências para o turismo em 2021.

Mais da metade (53%) dos viajantes globais estão dispostos a reduzir resíduos e reciclar materiais plásticos ao viajarem, assim que as restrições forem afrouxadas.

No mundo todo, desde o inicio da pandemia, aumentaram as recomendações de atividades ao ar livre, como por exemplo: fazer trilhas, aproveitar a natureza e respirar ar puro. A perspectiva para o turismo em 2021 é que cada vez mais viajantes estarão em busca de prazeres simples e relaxar. Por isso, também aumentou a busca por destinos rurais, junto com a família.

E, para 71% também contam mais opções sustentáveis de turismo, que fujam da alta temporada e dos lugares superlotados.

5. A busca por flexibilidade na hora de viajar

Outra tendência do turismo em 2021 é flexibilidade. Isso porque, as restrições de viagem parecem mudar a cada minuto, então planejar viagens pode não ser uma tarefa das mais fáceis. Dessa forma, o viajante quer ter a certeza de que poderá cancelar, alterar ou remarcar sua viagem.

Assim, os dados da pesquisa mostram que 82% dos brasileiros dizem esperar mais clareza nas políticas de cancelamento, processos de reembolso e seguro–viagem, por exemplo. Para 36%, ter reembolso na hospedagem é essencial para decidir a próxima viagem; e para 40%, é essencial ter flexibilidade para alterar datas sem multa. Mas essas políticas não podem encarecer demais as viagens, visto que o preço é um fator muito importante no mercado brasileiro.

Mais da metade (62%) dos viajantes prestará mais atenção aos preços ao pesquisar e planejar sua próxima viagem. 55% deles tendem a procurar promoções e ofertas. 

6. Proximidade – destinos locais continuam sendo uma tendência em viagens

road trip 1044982 1280 1024x681 - Futuro do turismo: oito tendências que prometem movimentar o mercado
Imagem de ErikaWittlieb por Pixabay

Mesmo que a vacina seja uma realidade em muitos países, e as empresas aéreas continuem reafirmando a segurança de viajar de avião, a preferência por deslocamentos mais curtos, de preferência de carro, de fato deve continuar sendo uma das tendências de viagens que vieram para ficar – ao menos neste ano.

Metade (55%) dos brasileiros quer conhecer um novo destino na região onde mora e 59% pretendem ir para um destino de natureza próximo. Num momento de incerteza, 63% também disseram que planejam viajar a algum lugar que já conhecem, independentemente da distância.

O conceito de staycation (como é chamado no mercado o ato de tirar uns dias de folga em um hotel na sua própria cidade) também deve seguir fortalecido em 2021. Ser turista na nossa própria cidade pode ser muito bom! Este tipo de “escapada”, tão prática, passou a ser visto com muito mais naturalidade em 2020 – e diversos hotéis, seja no Brasil ou no exterior, estão lançando campanhas focadas exclusivamente neste tipo de hóspede “local” (Mari Campos (Blog Sala VIP – Estadão Viagem).

7. Redescobrindo as pequenas alegrias da vida

Depois de passarmos 2020 inteiro preocupados com a nossa saúde e das pessoas que amamos, esta será também, mais do que nunca, uma grande motivação para as viagens. De fato, os viajantes parecem estar prontos para vivenciar o mundo de uma forma diferente, com foco no que realmente importa.

O uso de recomendações relacionadas a ‘pequenas alegrias’, como caminhadas (94%), natureza (44%) e descanso (33%) aumentaram na Booking.com desde o início da pandemia. Ao mesmo tempo, a pesquisa mostra que mais de dois terços dos viajantes (69%) querem curtir experiências mais simples, como passar tempo ao ar livre ou com a família durante as férias. 

Por fim, viagens relaxantes também estão no topo da lista das viagens realizadas durante o ‘novo normal’. Mais de metade (51%) dos viajantes afirma que esse é seu tipo preferido de viagem, seguido de viagens na praia (40%) ou na cidade (29%).

8. Isolamento como uma tendência em viagens

Quem já está planejando viagens para 2021 demonstra um desejo em ficar longe dos demais turistas, o que levou também a um aumento no interesse em desbravar destinos não tão conhecidos neste ano. Dessa forma, o chamado “turismo de isolamento” também deve ganhar mais adepto, tanto aqui quanto lá fora. Afinal, mesmo com a chegada da vacina em alguns países, a necessidade de distanciamento social permanecerá ainda por um bom tempo.