Sonhando com aquela viagem mas o seu dinheiro acaba antes do fim do mês? Isso pode significar que você precisa melhorar o seu planejamento financeiro.

Quem não gosta de viajar, não é mesmo? Visitar lugares diferentes, explorar novas culturas, relaxar um pouco na natureza… Se você suspirou só de pensar na possibilidade, mas logo se deu conta de que já gastou todo o salário e não tem nenhuma grana guardada pra isso, precisa começar hoje mesmo a fazer um planejamento financeiro.

Segue o fio e confira algumas dicas para quem está começando a organizar o orçamento e quer aprender como economizar dinheiro, investir, e assim, conseguir viajar mais.

1. De Olho nas contas

Você sabe para onde está indo o seu salário? Conhecer seus hábitos financeiros é o primeiro passo para cuidar bem do seu dinheiro e com isso, conseguir economizar para sua próxima trip.

Uma maneira bem simples e fácil de começar é dividindo o seu dinheiro por “categorias”, como por exemplo: contas da casa, transporte, saúde, alimentação, entretenimento etc. Isso ajuda a identificar onde o seu dinheiro está sendo mais gasto.

A partir disso, você pode encontrar maneiras para economizar mais naquela categoria e até definir uma porcentagem máxima do seu salário que poderá ser gasta naquele fim.

Além do uso de planilhas e aplicativos de finanças, a Metodologia do Pote pode te ajudar nessa jornada.

Método do pote

O Método do pote ensina como separar o valor do seu salário em porcentagens. De acordo com essa ideia, você deve dividir o dinheiro assim:

  • Despesas essenciais– 55%
  • Entretenimento– 10%
  • Educação– 10%
  • Reserva de emergência– 10%
  • Investimento de longo prazo– 10%
  • Presentes e doações– 5%

2. Faça pequenas economias

Você sabe exatamente quanto gastou com aplicativos de transporte no último mês? Se você verificar o seu extrato bancário agora, talvez vá se surpreender.

Se você tem dificuldades em juntar dinheiro, saiba que é possível começar com pequenas economias no dia a dia. Aqueles dez reais que você deixa de gastar hoje, somados aos dez que você deixa de gastar nos outros dias do mês, quando somados, podem gerar uma baita economia pro seu bolso.

E isso vale para corridas no app de transporte, cafezinho na cantina, o pedido no delivery, a blusinha em promoção…

E como faço para economizar no dia a dia?

Há muitas maneiras práticas para economizar no dia a dia e chegar ao fim do mês com aquela grana extra pra sua viagem.

As compras no supermercado podem ser acompanhadas por uma lista com itens que você verdadeiramente necessita (e nunca vá as compras com fome!). Como alternativa a ida ao barzinho, vale chamar os amigos e fazer uma festa em casa. E por que não levar comida de casa para o trabalho ao invés de gastar grana todos os dias no restaurante?

O app de transporte pode ser substituído pela bike ou transporte público, sempre que possível. Que tal tentar reduzir o valor gasto com aquelas assinaturas que você nem usa mais?

Há várias outras formas de economizar e você pode adaptar de acordo com a sua realidade. No fim do mês, seu bolso vai te agradecer.

O Serasa Ensina tem uma lista com 10 hábitos para economizar no dia a dia.

3. Comece a investir o seu dinheiro

Até pouco tempo, investir era visto como algo apenas para pessoas ricas – mas hoje, isso não é mais uma realidade. A verdade é que qualquer um pode investir.

Com a democratização do acesso aos serviços bancários, impulsionada principalmente pelo surgimento dos famosos bancos digitais (fintechs), já é possível começar a investir nos seus objetivos a partir de R$ 1.

O que significa investir?

Investir, de forma resumida, é pegar uma quantia de dinheiro hoje e tentar transforma-lá em mais dinheiro no futuro através de rendimentos. É fazer com que seu dinheiro trabalhe por você.

Dentro da categoria de investimentos financeiros existem dois grandes tipos: os de renda fixa e os de renda variável, indicados de acordo com o seu perfil de investidor.

Dentro os tipos de investimentos mais conhecidos pelos brasileiros estão os Títulos do Tesouro Nacional, os CDB’s (Certificados de Depósito Bancário), os Fundos de Investimento e a Bolsa de Valores.

Se você não sabe ou sequer ouviu falar sobre isso, pode aproveitar e fazer o teste agora mesmo. Ele vai te ajudar a identificar o seu perfil e o tipo de investimento mais indicado para você, de acordo com seus objetivos.

4. Transforme suas compras em milhas

Já falamos por aqui sobre como funcionam os programas de milhagem e as vantagens que eles oferecem aos seus membros. Mas você sabia que além do acumulo de milhas, eles também podem te ajudar a economizar na hora de planejar sua viagem ?

É que muitos desses programas oferecem a possibilidade de acumular milhas quando você compra produtos e/ou serviços em sites de lojas parceiras. Sabe aquele celular novo que você está planejando comprar há alguns meses? Ele pode virar sua passagem área no futuro.

Funciona assim:

Para cada real gasto na sua compra, você ganha um quantidade específica de milhas que depois poderá ser trocada por passagens áreas, diárias em hotéis, aluguel de carros e muitos outros serviços.

Aqui no Brasil existem cerca de 6 grandes programas (Smiles, Tudo Azul, Latam Pass, Livelo, Esfera Santander) que oferecem essa possibilidade, além dos já tradicionais programas de pontos do seu cartão de crédito que também convertem compras em pontos.

5. Trace metas e objetivos para o seu dinheiro

Traçar metas e objetivos específicos para o seu dinheiro é tão importante quanto aquelas que fazemos todo começo do ano para nossa vida pessoal, profissional, acadêmica etc.

Mas é aquela velha história… depois do carnaval, você joga tudo pra cima e e a motivação vai dando espaço para à indiferença, desculpas e o desânimo. E com isso, você perde o foco e o sonho da viagem vai ficando cada vez mais distante.

E quando se trata de guardar dinheiro, economizar e começar a investir, muita coisa pode desviar o nosso foco. Afinal, nós estamos o tempo todo sendo bombardeados por anúncios, ofertas e promoções de coisas que nem precisamos.

Uma boa dica para não cair nessa armadilhar é ter bem claro na sua mente o porquê você quer fazer aquela viagem. Escreva o que você espera encontrar ao chegar lá, o tipo de experiência que o lugar pode te proporcionar e como aquela viagem vai impactar sua vida.

“Se você quer ter motivação, tem que se conectar de forma emocional com o seu objetivo desde o princípio,” diz Sanders. “Não pode ser apenas uma coisa lógica. Tem que ser, de fato, um apego emocional.”

Dica Bônus – Desafio das 52 semanas

Construir o hábito de guardar dinheiro não é uma tarefa tão simples assim – não para a grande maioria das pessoas.

Temos que abrir mão do prazer imediato de comprar algo que queremos, deixar de comer algo gostoso, sair com os amigos no fim de semana… pensando em um benefício que só será percebido no futuro.

E assim como ir para a academia ou ter um estilo de vida mais saudável, o segredo do sucesso é a construção do hábito. E é justamente isso que o Desafio das 52 semanas pretende: Te desafiar a criar o hábito de guardar dinheiro.

Como funciona o desafio?

Em seu formato original, a proposta do desafio é poupar o valor equivalente ao número da semana.

Assim, na semana 1 você pouparia R$ 1; na semana 2, R$ 2; e assim por diante até chegar a R$ 52 na última semana do ano. Ao final do ano, você teria acumulado o equivalente a R$ 1.378.

O começo é fácil! Depois vai ficando mais desafiador, já que o valor que você deve poupar vai aumentando progressivamente com o passar das semanas. A ideia é que, quando o período mais difícil chegar, poupar já terá se transformado em um hábito do seu dia a dia, então não seria tão difícil assim!

Então, bora encarar esse desafio? Nas redes sociais, você encontra vários grupos de pessoas que aceitaram o desafio e que compartilham histórias super divertidas sobre sua experiência. Também existem planilhas e alguns apps para você fazer o acompanhamento rigoroso do seu hábito, boa sorte!