Se você é do tipo de viajante que gosta de roteiros diferenciados e pouco explorados, então precisa conhecer a Rota Ecológica, em Alagoas.

A região compreende cerca de 30 quilômetros, entre a Barra de Camaragibe e Porto de Pedras, onde você encontrará cidades pequenas, uma população amigável, praias semidesertas, comida caseira e natural… ou seja, todos os elementos para uma viagem focada em curtir a boa vida em frente ao frente, sem muitos requintes e longe de aglomerações.

A Rota Ecológica de Alagoas

40142020164 efc76e51ac k 1024x683 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza

A Rota Ecológica se manteve praticamente intocada – especialmente se comparada à vizinha famosa Maragogi. A estrada litorânea de Alagoas foi construída com um desvio próximo à Barra de Santo Antônio, fazendo com que quilômetros de praias fossem acessíveis apenas por estradas secundárias. Isso dificultou o acesso de grandes excursões e ajudou (e muito!) a preservar a tranquilidade encontrada na região.

Durante a viagem, espere encontrar praias praticamente desertas, coqueiros a perder de vista, arrecifes, belos rios, mata intocada e algumas poucas pousadas charmosas, intimistas e escondidas entre a vegetação.

As praias são uma do lado da outra, e por isso, você pode percorrê-las a pé – se tiver disposição –, de bike ou de carro. Curiosamente, a estrada não passa pela beira mar, e sim por dentro dos vilarejos, o que garante uma vista maciça de coqueiros para quem está na areia.

Melhor época para aproveitar a Rota

Outra característica da Rota Ecológica é que a paisagem muda de acordo com a época do mês, influenciada principalmente pelas fases da lua. As luas cheia e nova costumam causar maré baixa, com recuo de praias e a formação de belas ilhas e piscinas naturais entre os corais. Imperdível! Também é importante acompanhar as chuvas. Em junho elas costumam ser frequentes, o que atrapalha os passeios na praia e o deslocamento na estrada.

Como chegar

A capital alagoana de Maceió é a cidade mais próxima da rota ecológica, mas você também pode chegar através de Recife. Desde Maceió, saia pela AL 101 Norte em uma viagem de aproximadamente 1:50h até Barra de Camaragibe, onde começa o roteiro.

Você pode alugar um carro ou utilizar um serviço de transfer (média de R$ 200 por trecho). Caso decida alugar o carro, use o Rentcars ou o Rentalcars, dois buscadores que fazem a varredura das locadores com melhores preços.

Melhores praias da rota ecológica

Barra de Camaragibe

É uma das mais bonitas do Brasil, com seus recifes, águas azuis e coqueiros deslumbrantes. É nela que deságua o rio Camaragibe, o que proporciona a opção de nadar em água doce e salgada. De lá também passeios de jangada para piscinas naturais ou praias próximas, de fato uma experiência inesquecível.

Praia do Patacho

Praia do Patacho 1 1 1024x710 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza
Praia de Patacho, Porto de Pedras. Marco Ankosqui/MTur

Fica em Porto de Pedras e é considerada uma das 5 praias mais lindas do Brasil pelo Guia 4 Rodas e outra pérola da Rota Ecológica de Alagoas. Durante a maré baixa, o seu mar fica muito raso e além das piscinas naturais, ganha lindíssimos bancos de areia, ideal para crianças. Dedique uma parte do dia para conhecer o belo povoado de Porto de Pedras, com pouco mais de 10.500. Há ali um bonito centro histórico com arquitetura bem característica e um povo simpático, cheio de histórias para contar.

Praia da Laje

Praia da Laje  1024x682 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza
Praia da Laje. Foto: Booking / Divulgação.

É vizinha da Praia do Patacho e portanto, pode ser visitado em uma rápida caminha pela areia. Possui uma extensão de areia enorme e uma calma de fazer inveja. A cor d mar é de um azul exuberante e água quentinha.

Tatuamunha

Tatuamunha 2 1024x653 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza

Tem piscinas naturais belíssimas, e menos cheias que as de São Miguel. É também nessa praia que deságua o Rio Tatuamunha, onde fica o projeto de preservação do peixe–boi. Com sorte, pode–ser ver o mamífero nadando durante um tour oferecido pela associação (contamos outros detalhes sobre o tour mais a frente).

Praia do Toque

Praia do Toque 1024x683 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza
Praia do Toque. Marco Ankosqui/MTur

fica em São Miguel dos Milagres. Vizinha à Porto de Ruas. Abriga restaurantes e pousadas, além de uma das maiores e mais bonitas piscinas naturais da região. O sossego é garantido pelo acesso restrito, pois não é possível chegar à areia vindo de carro.

Passeios na Rota Ecológica

A Rota Ecológica também faz parte da Costa dos Corais de Alagoas, que é a 2ª maior do mundo (a 1ª fica na Austrália). Dito isso, as piscinas naturais estão por toda parte, e certamente, são um dos principais atrativos para curtir ali. Para chegar nelas, o passeio é de jangada, realizado de acordo com a maré – precisa ser na vazante – e que dura uma manhã ou uma tarde.

A navegação é super rápida (10 minutos) e você pode marcar o passeio com um jangadeiro preferencialmente na Praia de São Miguel. Por sinal, as piscinas naturais de São Miguel são mais cheias e por conseguinte, mais “disputadas”. Se quiser ficar numa sem ninguém por perto, combine com o barqueiro o passeio para as piscinas do Patacho e de Tatuamunha.

Passeio de buggy

Beach Buggy Snorkel HERO jpg 1030x1030 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza
Turistas passendo de buggy na Rota Ecológica. Foto: Patacho Receptivo.

Para quem estiver sem carro, há o passeio de buggy pelas praias. O tour vai num mirante, passa pela oficina de alguns artesãos, para tomar um café com o seu Coconha, um dos moradores mais antigos da região e finalmente termina nas praias.

Outra opção é ir até Maragogi passando por Japaratinga, onde há falésias e um mirante com vista para o mar, ambos fascinantes. Em Maragogi, a dica é fazer o passeio de catamarã até as galés. Imperdível!

Ah! Na rota é proibido andar de buggy na areia, por isso o carro vai por dentro dos vilarejos.

Passeio de bike

Quem preferir, pode alugar bicicletas por apenas R$ 30 pelo dia todo e sair pedalando pelas praias. O chão é de areia batida e durinha e portanto, ideal para o passeio. E como fica tudo bem próximo, dá pra conhecer todas as praias. Alugue com o Júlio no WhatsApp (22) 9344-4874.

Observação do Peixe–Boi

ng128 peixe boi 11 - Rota Ecológica de Alagoas: sintonia total com a natureza

Por fim, vale aproveitar também o passeio do Peixe–Boi, espécie em risco de extinção encontrados em um santuário no Rio Tatuamunha, e um centro de recuperação em Itamaracá. O passeio é feito justamente pelo Tatuamunha, de jangada, sem motor, para observação dos animais que vivem livre ali.

A volta pelo rio, que dura 40 minutos e custa R$ 40 reais por pessoa, é feita em jangada – e portanto sem motor, para não perturbar os animais –, sempre com um guia credenciado. Há visitas diárias ao santuário, mas como há um número limitado de pessoas que podem acessar a área, o ideal é reservar antes.

Clique aqui para saber mais detalhes sobre o maravilhoso trabalho feito pela Associação Peixe–Boi.


Relacionados