Vivemos a Transformação Digital do Turismo, assim como em diversos setores da economia, e esse caminho não tem mais volta.

Mas você já parou para pensar sobre o que de fato é essa transformação digital do turismo?

Ouvimos de muitas empresas que isso está relacionado a manter uma presença nas redes sociais. Outros pensam que é automatizar atendimentos com chatbots. E também há quem diga que transformação digital é simplesmente manter um site no ar.

Okay! Todas essas são ferramentas digitais poderosas para agências de viagens. E, inclusive, citaremos alguns delas mais a frente. No entanto, sabemos que esse processo vai muito além.

A transformação digital está relacionada com inovação, criação de novas estruturas, implementação de nova cultura, processos e tecnologias, partindo da premissa que o viajante mudou. 

Marta Poggi

O cliente hoje não é o mesmo de quatro anos atrás. Ele vive conectado, tem novas demandas e quer ser surpreendido.

Pense por exemplo nas transformações que ocorreram no setor de hotelaria graças às mudanças nas formas de consumo das novas gerações… Antes, grandes redes hoteleiras dominavam o mercado de hospedagem, concorrendo entre si. Hoje em dia, qualquer pessoa pode colocar seu apartamento para locação no Airbnb e se tornar anfitrião de um viajante.

Ou seja, a busca pela transformação digital também passa pela criação de novos produtos e serviços, com menor custo e mais produtividade.

Então, como aproveitar esse momento para destacar sua agência de viagens da concorrência, conquistar novos clientes e decolar de vez o seu negócio?

Neste post, apresentamos cinco estratégias para iniciar o processo de transformação digital da sua agência.

Ficou interessado?

Continue a leitura.

1. Tenha uma boa reputação e presença digital 

Muito mais do que criar um site ou perfil nas redes sociais, ter presença digital consiste em entregar conteúdos e informações relevantes para seus usuários ou personas (potenciais clientes).

À medida que seu negócio consegue ser visto digitalmente e também reconhecido como um lugar que entrega algo relevante para este determinado público é natural o volume de vendas também aumentar.

A persona substitui o antigo conceito de público-alvo nas agências de viagens. Ela é mais específica e serve para direcionar todas as ações de marketing digital.

No setor de turismo, mais especificamente, existem variados perfis de consumidores.

Assim, o primeiro passo é estudar a sua persona. Entender suas características, necessidades, dores, quais canais mais utiliza etc. e, baseado nessas informações, adequar-se às necessidades da persona e oferecer conteúdo de qualidade.

Por exemplo:

Rodrigo, a nossa persona, é uma pessoa com problemas com tempo.

Então que tal investir em um podcast com dicas de viagens para ouvir enquanto ele dirige até o trabalho?

Conteúdos relevantes são responsáveis por gerar leadsencantar o cliente e converter melhor.

Neil Patel

2. Ofereça reservas online

pexels photomix company 230544 1024x682 - Transformação digital do turismo: 5 dicas para aplicar na sua agência de viagens

No universo do turismo as pessoas querem cada vez mais praticidade.

E nada melhor para tal do que permitir as transações online, sem a necessidade de grandes complicações.

As lojas virtuais de agências de viagens oferecem a possibilidade de pagamento de pacotes, passeios e demais serviços sem sair de casa, reduzindo a burocracia.

Assim, otimizar o seu site para conversão é a primeira etapa para atrair mais reservas diretas. Receba os clientes em potencial oferecendo uma experiência sem percalços.

Para isso, o site da sua agência deve ser fácil de navegar, ter um visual atraente e ser intuitivo. Conteúdos simples e interessantes, além de imagens de qualidade, são alguns dos principais elementos de um site otimizado.

Além disso, o site também precisa ser responsivo, ou seja, ser otimizado para diversos dispositivos, principalmente dispositivos móveis.

Quando um potencial comprador encontra dificuldades de navegar, ele simplesmente busca outra opção.

Neil Patel

3. Implante um sistema de gestão

São diversas as atribuições do gestor de uma agência de turismo. Controlar as vendas, gerenciar processos, ter atenção a pagamentos de fornecedores, analisar relatórios, prospectar novos clientes, criar novas estratégias de negócios… Ufa! A lista é realmente interminável.

E cá entre nós, controlar tudo isso somente com o uso de agendas ou planilhas de excel, não parece a forma mais inteligente e eficiente para o seu negócio.

Por isso, é imprescindível que esse tipo de ferramenta esteja presente no dia a dia da sua agência. Elas automatizam processos, centralizam informações, reduzem as chances de erro e ainda auxiliam no controle financeiro e gestão dos serviços.


Se você ainda não utiliza um sistema de gestão na sua agência de viagens saiba que este é um dos primeiros passos para iniciar sua jornada de Transformação digital. Leia este texto e descubra as principais vantagens desse tipo de ferramenta:

4. Use chatbots

chatbots 1 1024x488 - Transformação digital do turismo: 5 dicas para aplicar na sua agência de viagens

Em qualquer negócio, o atendimento ao cliente é um dos pontos mais importantes e que demanda o máximo de atenção.

E nós sabemos: nem sempre é fácil lidar com grandes volumes de pessoas solicitando informações.

Se há alguns anos era necessário contratar funcionários para realizar esse tipo de função, hoje em dia essa é possível contar com ferramentas digitais como os chatbots.

Em resumo, chatbots são robôs de conversação oferecidos em websites que compreendem as dúvidas do usuário e direcionam respostas propícias às suas dúvidas.

Entre as principais vantagens de se utilizar robôs no atendimento podemos citar:

  • Disponibilidade 24/7
  • Múltiplos atendimentos simultâneos
  • Otimização do tempo
  • Sem erros no Atendimento
  • Economia de recursos
  • Multiplataforma

Os bots podem ser utilizados tanto em websites quanto em aplicativos de mensagem como o WhatsApp, Messenger e Telegram, possibilitando um contato automático e, ao mesmo tempo, personalizado.

5. Proporcione experiências digitais 

pexels bradley hook 123335 1024x682 - Transformação digital do turismo: 5 dicas para aplicar na sua agência de viagens

Apesar de que as viagens envolvem uma narrativa predominantemente física, atualmente, principalmente em função da pandemia de coronavírus, o fato é que existem várias empresas oferecendo experiências virtuais para aplacar a ânsia dos viajantes em conhecer outros lugares.

Um exemplo comum são as visitas virtuais em museus renomados ao redor do mundo como o Louvre, em Paris, e o Metropolitan Museum of Art, em Nova York.

Para quem gosta do universo animal, por exemplo, o Ulusaba Safari Lodge, na África do Sul, está realizando passeios através de transmissões ao vivo por um perfil no Instagram criado para essa finalidade. Assim como o Georgia Aquarium, aquário localizado no Estados Unidos, que faz lives com diversos animais marinhos para o público virtual.

As atrações virtuais ainda não são capazes de substituir a sensação de uma viagem presencial, mas podem ser uma ótima alternativa para conhecer novas culturas e viver experiências, enquanto os passeios físicos não estão liberados.


Leia mais sobre Transformação Digital do Turismo: